CANTOTO DO BLOG

CONTATO DO BLOG: oseias.ac@hotmail.com
orl.ac@hotmail.com

segunda-feira, 24 de junho de 2013

EDITORIAL – O povo quer mais do que maquiagem e propaganda.


O dia 22 de junho de 2013 entrará para história do Acre como “Dia do Basta”. Em Rio Branco, mais de 20 mil pessoas entre estudantes, trabalhadores, servidores públicos, idosos e crianças lotaram as principais ruas e avenidas do centro da cidade para dar um basta na corrupção e dar apoio as manifestações país a fora.

Com gritos de “Fora PT” “Dilma o Brasil precisa de educação” e “Policia, Policia, Policia Federal prende todo mundo pra nação ficar feliz”, a multidão de forma ordeira e sem vandalismo deu um belo exemplo. Não houve brigas ou depredação do patrimônio público. Uma lástima para quem apostava na fraqueza do movimento que marchou de uma ponta a outra das duas pontes (das 4) que cortam a cidade e demonstrou que nenhum partido político é mais forte do que a população real, gente da gente. Pessoas que acordam cedo, pagam impostos e muitas vezes não veem o retorno em benefícios reais.

Parafraseando o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, “nunca na história” deste Acre, milhares de pessoas, sem medo de serem felizes , sem ligações exclusas e com vontade de mudança invadiram as ruas na busca do novo. O novo que muitas vezes é colocado goela abaixo de muitos. Mas dessa vez, algo diferente foi demonstrado. Foi o João, a Maria, o Antônio, o Rodrigo, o Eduardo, e a Aline.

Pela primeira vez o número de camisas vermelhas do partido dominante foi apagada pela maioria. Maioria de pessoas coloridas, em buscas de direitos, expondo ponto de vistas. Sem medo e sem amarras.

Hoje o Acre deu um grande passo. Passo largo e firme que deve ser ecoado até as urnas. Passo que deve ser inserido no cotidiano de todos que querem mudança.

Os caras pintadas foram as ruas de novo. Algo deve estar errado, não?

O Acre está cansado de promessas e de maquiagens. Ele quer mais. Ele não quer saber de picuinhas, quer saber de propostas reais, executáveis pelo bem comum.

O movimento mais uma vez deixa uma mensagem no Ar. Os políticos e suas representações (partidos políticos) erraram e precisam pagar uma conta grande com a população. Os grupos fortes da políticas e os caciques precisam assimilar que o patrão não são eles, mas sim todos nós, cidadão, que todos os dias buscamos evoluir e nos tornar pessoas melhores.

Chegou a hora de colocar os pingos nos “is” e lembrar aquela música que fez parte da vida muitos: “Se a vida ensina, eu sou aprendiz”. Aprendam de uma vez por todas governantes, o povo cansou!

Nenhum comentário:

Postar um comentário