CANTOTO DO BLOG

CONTATO DO BLOG: oseias.ac@hotmail.com
orl.ac@hotmail.com

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Messi busca quarta Bola de Ouro, e Neymar tenta o bi do gol mais belo.


Lionel Messi e o Teatro Kongresshaus, em Zurique, cidade-sede da Fifa, voltarão a se encontrar nesta segunda-feira. O relacionamento já é relativamente antigo, desde que o craque argentino passou a ser nomeado entre os melhores do mundo na última década - posto máximo que assumiu desde 2009 e não largou mais. Ao mesmo tempo, conforme coleciona Bolas de Ouro, deixa a festa de gala da entidade máxima do futebol cada vez menos surpreendente. Diante de Cristiano Ronaldo, do arquirrival Real Madrid, e Andrés Iniesta, companheiro seu no Barcelona, a expectativa é que o camisa 10 quebre mais um recorde em cerimônia que pode premiar até seis brasileiros, incluindo Neymar, que busca a "dobradinha" com o golaço de 2012. O GLOBOESPORTE.COM transmite ao vivo a partir das 15h30m (de Brasília)O SporTV também acompanha.
messi bola de ouro montagem (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)Messi com as três Bolas de Ouro: quarta a caminho? (Foto: Editoria de Arte/Globoesporte.com)
Se o imenso favoristimo se confirmar, Messi irá faturar a sua quarta Bola de Ouro, também a quarta seguida (apenas em 2009, na primeira conquista, a premiação da Fifa e a da France Football não eram alinhadas). Ele deixará para trás o brasileiro Ronaldo, os franceses Michel Platini e Zinedine Zidane, e os holandeses Johan Cruyff e Marco van Basten, que por três anos foram eleitos os melhores do mundo, seja pela entidade (desde 1991) ou pela renomada revista francesa (desde 1956).
Lionel, Cristiano e AndrésDentre os destacados, apenas o atual presidente da Uefa conquistou a Bola de Ouro da "France Football" três vezes em sequência (1983, 1984 e 1985), quando defendia o Juventus, da Itália, além da seleção francesa. Já Ronaldo Fenômeno, que estará presente na cerimônia em Zurique e revelou ter votado em Messi, levou o prêmio da Fifa em 1996, 1997 e 2002 - nos últimos dois anos também faturou pela revista francesa.
Se a premiação é individual, o argentino é justamente o preferido entre as casas de apostas pelos seus feitos particulares. Em um ano em que o Barcelona levantou apenas um troféu (a Copa do Rei), o camisa 10 do Barcelona estabeleceu novas marcas - a principal delas ao superar Gerd Müller e anotar incríveis 91 gols em 69 jogos, brilhando também pela Argentina, como no amistoso contra o Brasil, em junho, quando marcou três vezes.
bola de ouro (Foto: AFP)
Messi, Cristiano Ronaldo ou Iniesta: quem levará a
Bola de Ouro Fifa de 2012? (Foto: AFP)
Cristiano Ronaldo, por sua vez, aposta justamente no oposto. Campeão da Supercopa da Espanha e do Campeonato Espanhol - com direito a golaço decisivo no Camp Nou -, o craque português ainda levou seu país até a semifinal da Eurocopa. O sonho do título - e muito provavelmente também da nomeação de melhor do mundo - parou na disputa de pênaltis contra a campeã Espanha.
É aí que entra Andrés Iniesta. Coadjuvante de Messi no Barcelona, o meio-campista ganhou notoriedade por ter sido o craque da competição na Polônia e Ucrânia, além de ter sido eleito o melhor jogador europeu da temporada 2011/2012 em eleição da Uefa. Na ocasião, Iniesta subiu ao palco juntamente a Messi e Ronaldo e levou o prêmio. Agora, numa votação com treinadores e capitães das 209 seleções filiadas à Fifa, além de outros 49 jornalistas escolhidos pela "France Football", as chances do espanhol parecem minimizadas pelo talento do maior jogador da atualidade.
Info_BOLA-OURO-02 (Foto: infoesporte)
Liderados por Neymar, brasileiros têm boas chances
Messi tem tudo para ser o carro-chefe da solenidade, mas está longe de ser a única grande atração. A começar por Neymar. Eleito o 10º melhor do mundo em 2011, quando conquistou a Taça Libertadores, o craque do Santos e da seleção brasileira busca uma classificação individual melhor, uma vaga na equipe do ano e, quem sabe, o bicampeonato no Prêmio Puskas, criado em 2009 em homenagem ao húngaro Ferenc Puskas, vice-campeão da Copa do Mundo de 1954.
O gol marcado diante do Internacional, no dia 7 de março, pela Libertadores, na Vila Belmiro, é o que mais credencia o atacante a comemorar algum feito. Ele concorre com o colombiano Falcao García, do Atlético de Madri, e o eslovaco Miroslav Stoch, do Fenerbahçe (veja os gols ao lado).
Na seleção de 2012 (a FifPro World XI), pode-se dizer que a missão de Neymar é um tanto quanto mais árdua. O santista concorre a uma das três vagas no ataque com outros 14 jogadores, incluindo as barbadas Lionel Messi e Cristiano Ronaldo. Nomes como Didier Drogba (ex-Chelsea e atualmente no Shanghai Shenhua), Falcao García (Atlético de Madri), Zlatan Ibrahimovic (Paris Saint-Germain) e Robin van Persie (Manchester United) também parecem em tese à frente do brasileiro.
Na defesa, porém, são grandes as chances de ao menos um brasileiro figurar entre os quatro melhores. Entre os 20 atletas estão o lateral-direito Daniel Alves (Barcelona), os zagueirosDavid Luiz (Chelsea) e Thiago Silva (Paris Saint-Germain) e o lateral-esquerdo Marcelo(Real Madrid).
neymar santos x internacional (Foto: Ricardo Saibun/Divulgação Santos F.C.)Golaço de Neymar contra o Internacional é forte candidato (Foto: Ricardo Saibun/Divulgação Santos F.C.)
De Scolari a Leandro Damião
Treinadores, como de costume, também serão premiados. Desta vez das mãos de Luiz Felipe Scolari, nomeado em dezembro o novo técnico da seleção brasileira. Ele entregará o prêmio em mãos a Josep Guardiola, ex-Barcelona e em férias desde maio, ou Vicente del Bosque, da Espanha. José Mourinho, do Real Madrid e outro concorrente, avisou que não viajaria por estar preocupado com um confronto do time merengue pela Copa do Rei. Na categoria feminina, concorrem Pia Sundhage (ex-Estados Unidos), Bruno Bini (França) e Norio Sasaki (Japão).
felipão coletiva brasil (Foto: Agência AFP)
Felipão entregará prêmio aos melhores técnicos
de 2012 (Foto: Agência AFP)
Entre as atletas, Marta tenta conquistar o seu sexto título na sétima indicação. Aos 26 anos, contudo, é provável que a atacante do Tyresö FF, da Suécie, presencie uma "dobradinha" americana, já que Abby Wambach e Alex Morgan foram duas das maiores responsáveis pelo título dos Estados Unidos nas Olimpíadas de Londres.
Outro brasileiro em destaque será Leandro Damião. O atacante do Internacional, que levou a medalha de prata com a equipe de Mano Menezes, receberá uma homenagem por ter sido o artilheiro dos Jogos Olímpicos, com cinco gols. Haverá ainda o Prêmio Fifa Fair Play (a Federação Guatemalteca de Futebol, o clube turco Eskisehirspor e a Federação Uzbeque de Futebol concorrem) e o Prêmio Presidencial, concedido a uma pessoa ou instituição que tenha dado uma contribuição superlativa ao futebol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário