CANTOTO DO BLOG

CONTATO DO BLOG: oseias.ac@hotmail.com
orl.ac@hotmail.com

terça-feira, 6 de março de 2012

Anderson Silva detona deputado que é contra o MMA: 'O cara está maluco'


Disparado o maior nome do MMA brasileiro na atualidade, Anderson Silva se mostrou disposto a defender o esporte. O lutador criticou duramente o deputado federal José Mentor, que apresentou projeto de lei propondo a proibição da transmissão de lutas de artes marciais mistas pelas emissoras de TV brasileiras. Spider afirmou que o petista deve se preocupar com o "dinheiro que está sendo desviado" e comparou o MMA à Fórmula 1:

- Tem que deixar bem claro para ele que crianças, idosos, todos assistem ao MMA. Tem violência sim, mas é esporte de contato, e não é mais violento do que o futebol. É lamentável ter um cara como esse no Congresso. Para mim, político não tem muito que se meter. Lutador luta, político faz política, e esse cara tem que parar de falar bobagem. O cara está maluco. Quantos atletas de MMA já morreram? E na Fórmula 1? Nosso maior ídolo, Ayrton Senna, morreu na Fórmula 1. E as pessoas vão lá assistir. Em vez de se preocupar com isso, ele tinha que se preocupar com o dinheiro que está sendo desviado - disse ao programa "Pânico", da Rádio Jovem Pan.

Durante a entrevista bem-humorada, Anderson Silva brincou quando perguntado se estava recebendo bastante dinheiro do UFC e "cobrou" o presidente da organização, Dana White:

- Podia soltar o dinheiro para mim, que está difícil.

Sempre pressionado pelos fãs para mudar de categoria, o atual campeão dos médios (até 84kg) disse que não se importa com a ideia de parar no auge, invicto no Ultimate e com o cinturão:

- É legal esse negócio de você ter o cinturão, mas eu faço isso porque eu gosto. Treino para subir lá, fazer meu trabalho e voltar inteiro para casa. A derrota, a vitória, a fama, o dinheiro, tudo é consequência. Eu comecei a lutar para ser igual aos meus professores, e tomou essa proporção. Na minha opinião e na dos meus formadores, fui criado para a defesa, e não para ataque. Talvez por isso eu tenha mais êxito que os outros.

Spider também lembrou como era na infância e revelou que, ao contrário do que muitos pensam, levava "prejuízo" quando se envolvia em alguma confusão:

- Eu era meio folgado, era menor do que todo mundo e magrelo, mas eu mais apanhava do que batia. Vivia correndo, porque era menorzinho, então...

Nenhum comentário:

Postar um comentário